Aplicações do Poliuretano

O poliuretano possui muitas aplicações. Mais de três quartos do consumo global de poliuretano são no revestimento de rodas, cilindros e roletes, na forma de espumas, com os tipos flexível e rígido. A espuma está geralmente escondida por trás de outros materiais: as espumas rígidas estão dentro das paredes metálicas ou plásticas na maioria dos refrigeradores e freezers, ou atrás de paredes de alvenaria, caso sejam usadas como isolamento térmico na construção civil. As espumas flexíveis, dentro dos estofados residenciais ou automóveis, colchões, etc.

Outras aplicações:

Utiliza-se materiais poliuretânicos em revestimentos e vernizes para mobílias, carpintaria ou trabalhos em madeira. Quando submetida ao calor ou ao choque, o verniz a base de poliuretano pode apresentar marcas transparentes ou esbranquiçadas.

O poliuretano é usado como adesivo para trabalhos em madeira e possui uma ótima vantagem que é resistência à água. Uma aplicação típica do adesivo de poliuretano, entre tantas outras, é a montagem de painéis de isolamento térmico fazendo a união de madeira, poliestireno expandido, espuma de poliuretano, aço, conhecido estes materiais como sanduíche de substratos, estes painéis são largamente utilizados na montagem de câmaras frigoríficas e baús de caminhões com refrigeração.

O poliuretano também é usado na fabricação de pneus rígidos para empilhadeiras. Os patins do tipo roller blading e as rodas de skate só tornaram-se econômicas e resistentes graças à introdução de peças em poliuretano fortes e resistentes à abrasão. Outros produtos foram desenvolvidos para pneumáticos, e variantes feitas de espuma microcelular, são muito usadas nos pneus para cadeiras de roda, bicicletas, entre outros. Tais espumas também são muito encontradas nos volantes de automóveis, entre outras peças para veículos automotivos, inclusive para-choques e para-lamas.

Denominado espuma de poliuretano flexível. O mercado de colchões tem sido dominado por empresas que fabricam este tipo de produto à base de uma estrutura de molas. Sendo a referida estrutura o elemento essencial do colchão, estas indústrias estão investindo em tecnologia metalomecânica, que permita melhorar os produtos existentes e encontrar novas soluções com maior resistência à deformação, mas mantendo o conforto.

As espumas de poliuretano flexíveis e semi-flexíveis são amplamente utilizadas nos componentes do interior de automóveis: nos assentos, no apoio de cabeça, no descanso de braços, no revestimento do teto e no painel de instrumentos.

Vários tipos de preservativos são feitos de poliuretano e são destinados às pessoas sensíveis ou alérgicas aos preservativos tradicionalmente feitos de látex.

Muitos calçados e sapatos são confeccionados em poliuretano. A grande maioria é confeccionada utilizando-se sistemas poliéster, mais resistentes mecanicamente. Uma nova aplicação e quem vem crescendo são nos calçados de segurança pois é um material que, com a utilização de aditivos, consegue atender as normas necessárias para a utilização de EPI`s na indústria.

Poliuretanos fundidos são obtidos pela mistura de dois produtos, um pré-polímero e um curativo que são homogeneizados por meio de um misturador automático ou manual, depois esta mistura é derramada em um molde e levado a uma estufa para cura e finalização da reação. Após a cura completa podemos dar acabamento obtendo as medidas finais da peça. A maior característica destes materiais são suas excelentes propriedades físicas. Os poliuretanos fundidos são atualmente chamados de plásticos de engenharia.

Por que utilizar poliuretanos fundidos ao invés de qualquer outro material? Existem duas principais razões para se utilizar poliuretanos fundidos ao invés de qualquer outro material que são performance e custo benefício: Resistência a abrasão, menor tempo de máquina parada, tenacidade, baixo custo de molde na produção de peças especiais, resistência à rasgo, capacidade de carga. Na maioria dos casos, a performance dos poliuretanos fundidos nos permite utiliza-los em aplicações onde outros materiais mais simples não atendem as necessidades da aplicação. Apesar de o poliuretano ser normalmente mais caro que outros materiais, incluindo borracha, o custo extra é frequentemente justificado pelo menor tempo de inatividade proporcionando melhor custo benefício. A inatividade nas grandes indústrias é muito cara, podendo chegar a milhares de Reais por hora dependendo da indústria. O custo mais elevado pago por uma peça de poliuretano é justificado pela sua durabilidade que, em algumas aplicações, pode ser de 2 até 10 vezes superior a outro material.

Moldes para revestimento em outros materiais como borracha é relativamente mais caro quando comparado ao poliuretano uma vez que na fabricação da borracha o processo passa por fases onde são aplicadas pressões e temperaturas elevadas. No geral, o poliuretano compete em várias aplicações com metais, plásticos e borrachas.

Sobre

Empresa com atendimento nacional especializada no revestimento de peças em poliuretano: rodas para empilhadeiras e paleteiras, cilindros, roletes, tarugos, placas, buchas e peças técnicas para aplicações diversas.

Localização

Avenida de Cillo, nº1590
Jardim São Francisco
CEP 13450-041
Santa Bárbara D´oeste
São Paulo – Brasil

Abrir pelo Google Mapas

Pivot Metropolitana

WhatsApp Orçamento WhatsApp